Dynamics AX 2012 Technical Conference - Day 2

 

Estamos de volta. Hoje começamos o dia bem cedo sendo recepcionados por um ótimo café da manhã nas mesas redondas do grande salão A.

O segundo dia foi cheio de sessões interessantes. Foi até difícil programar o que ver. Vamos direto aos highlights

Keynotes - "Take it all the way to awesome"

Foi esse o começo do keynote - take your business to awesome. Logo após da frase assistimos ao vídeo "dynamics business".

Somos em 1147 participantes nesse evento (me pareceu o número oficial) e hoje deu para perceber o ambiente bem cheio, sessÕes lotadas e gente assistindo de pé. O keynote fez highlights de algumas implementações:

  • Davids Tea - implementação de AX Retail
  • Mattress Firm - como trazer a web experience na hora de comprar uma coisa muito importante para o seu sono. O apresentador colocou essas palavras: "How to get the same experience [buying a mattress experience] to a web experience..." usando claro enterprise portal
  • Lotus - Redefine Fast, aonde 500 pessoas trabalham para fazer 2 carros os mais rápidos. Lotus agora implementa AX e pelo que percebi tem ótimos resultados so far.
  • Rockwater - Como eles aumentaram a excelência na operação com a plataforma que acham flexivel, fácil de integrar. Rockwater tem basicamente 20 companias e constataram a oportunidade de fazer cross selling entre elas o que fez o business crescer no mercado de bilhão de dolares.

Depois de fazer alguns pontos dessas empresas, começamos a entrar no showcase do AX 2012 R2:

  • One Single instance - Basicamente fizeram o merge de todas as funcionalidades de todos os países, dessa maneira vc instala só uma vez e out of the box tem tudo. Tudo isso é configurado através das velhas conhecidas configuration keys. Se sua custom não tem configuration keys, prepare-se pois agora é a hora para estruturá-las 
  • BI for everyone - aqui ótimos pontos de melhorias no BI (45 roles + 15 cubos adicionais) e o demo arrasou porque temos agora maneiras mais interativas de drill down e também developer tem mais facilidades na hora de desenvolver. O Power view do novo SQL 2012 arrasou. Data mashups e muito mais:

 

  • Leveraging Microsoft Stack - basicamente o R2 comporta toda a nova plataforma da MS (SQL 2012 c/Power View, Sharepoint 2013, etc etc)
  • Storefront - mostraram também o storefron, que é search enabled (muito importante para esse business) e o content é searchable por webpart. Aqui também eles demonstram como renderizar diferentemente as paginas e a utilizar as categorias para criar sites flexíveis e que toda configuração dessa estrutura do site foi configurada no próprio ax. Os menus que vcs veem abaixo herdam das hierarquias de produtos do ax. Logo abaixo algumas fotos do site no IE e no windows phone

  • Lifecycle Services - pelo que entendi, é uma aplicação que ajuda estruturar cenários de setup pré-definidos (templates, business workflow, etc) e que ainda podem ser compartilhados por parceiros/clientes entre a comunidade. Nào confundam com "Support Lifecycle".

Data Partitions

Achei esse um grande tópico do dia. Tivemos uma sessão só para essa nova funcionalidade. Veja a seguinte imagem contendo a estrutura do data partitions:

Sim, mais uma variável para considerarmos nas implementações, se bem que colocaram partitions ainda por outra razão que veremos depois.

Basicamente as partitions servem como uma camada de isolamento de dados, no entanto aproveitando o mesmo hardware. Se referem ao partitions para diminuir TCO reduzindo hardware necessário para manter múltiplas instances. Imagina que uma certa empresa nos EUA pretende fazer um roll out em outro pais querendo ainda manter a mesma estrutura - antigamente isso não era "possível", teríamos que instalar um outro AOS. Com partitions isso não precisaria ser feito. Poderíamos manter um único AOS com 2 partitions, garantindo dados isolados entre elas.

Os partitions atuam basicamente como uma nova coluna em todas as tabelas e o kernel do AX filtra agora também por partition. 

Agora nos perguntamos como funcionam serviços do AIF, ou até mesmo usuários do AX, runbasebatches com essa nova funcionalidade? Veja o slide a seguir:

Esse meu exemplo foi simples e talvez não prático, na verdade foi ridículo. A microsoft investiu em partitions simplesmente por uma simples causa: CLOUD.

Agora sim partitions faz uma grande diferença - imagina implementar um AX vanilla para um certo mercado (serviços por exemplo), vc mantem uma única grande infraestrutura e no final o que vc vende? Partitions =)

Não venha dizer que quer fazer intercompany ou compartilhar dados em partitions como muitos perguntaram. Partitions é data isolation, ponto. Qualquer coisa além disso é data migration.

Master planning

São quase 2 da manhã agora, 7 da manhã no brasil hehehe, e uma das sessões que teve hoje foi de master planning e um dos pontos que o palestrante endereçou que gostei muito foi como eles colocaram o MRP para gerar os logs de uma maneira estruturada. Agora é possível entender de uma maneira estruturada o que o MRP está fazendo, veja que interessante o novo tab "explanation" logo abaixo. Outro fato interessante é que podemos realizar o log do master planning utilizando o performance monitor do próprio windows.

 

Muitas vezes também não sabemos o que fazer com os actions que são gerados. A boa notícia é que agora eles estruturaram isso também então podemos ver agora os actions em gráficos e aplicá-los clicando no nó. Dessa maneira fica mais fácil de entender o que o sistema está gerando como output. Essa confusão acontece porque o MRP cria algumas vezes ações que se anulam pois não sabe ao certo qual decisão o planner vai tomar.

Bom pessoal, até amanhã.

Abraços,